domingo, 30 de agosto de 2015

Mauá aprova a lei de transitar com animais de estimação no transporte público

Imagem: Gopetplan
Em empresas de fretamento de ônibus ou ônibus rodoviários já é comum viajar com animais de estimação, desde que esteja dentro das condições permitido por lei. No entanto em transporte público essa transição ainda é proibida, mas não em Mauá.

No mês de agosto, a Câmara de Mauá aprovou o projeto de lei do Wagner Rubineli que autoriza o transporte de animais de pequeno porte que não seja feroz e/ou peçonhento. O projeto ainda precisa ser sancionado pelo prefeito, entretanto o intuito da lei é permitir que as pessoas que não possuem veículo particular, possam também levar seus bichos de estimação para o veterinário. O mesmo projeto foi aprovado nos municípios de Santo André e Diadema.

A lei não permite o transporte do animal em horários de pico (das 6h às 10h e das 16h às 19h), a restrição do horário visa não agravar o ônibus lotado desse período.
No entanto o projeto conta com algumas regras básicas como:
·         Manter o transporte limpo;
·         Não transitar com dejetos e água para os animais;
·         Pesar menos que 10kg;
·         Transportá-los em caixas específicas;
·         O dono precisará pagar uma passagem a mais (R$ 3,50);
·         Carregar a carteirinha de vacinação do animal.
A regra não se implica para cão-guia que acompanham portadores de deficiência visual. Neste caso, o cão tem livre acesso a qualquer transporte.
Imagem: Apollo Ônibus.

Os direitos de viajar com animais

A lei de viajar com animais em ônibus rodoviário já é antiga e não sofreu alterações mediante ao pedido do novo projeto, exceto o horário permitido.
Estendendo o uso para animais peçonhentos, desde que apresente o Guia de Trânsito do Animal, atestado de vacina e uma autorização para o transporte emitida pelo IBAMA.

Post Colaborativo por Tursan
Ruth Marques







Grupo T.R.A

Pontos de Ônibus em Mauá ganham iluminação

Após alguns lugares da cidade receberem os novos abrigos prometidos, os mesmos estão começando a receber iluminação para os passageiros e para o espaço de busdoor.
Ponto de ônibus localizado no Jardim Zaíra. Foto: Grupo T.R.A.
Quem utiliza ônibus no período noturno ou quem passa por outro meio de locomoção em vários cantos da cidade de Mauá, percebeu um algo a mais iluminado no seu percurso.

Com a expansão do Ilumina Mauá, consorcio que é responsável de realizar a instalação e a manutenção da iluminação publica da cidade, as ruas e avenidas da cidade ganharam novos visuais, melhorando a visibilidade das pessoas.

Mas mesmo assim, os locais que não tinham abrigos de ônibus, e os que até contavam com um abrigo, não possuíam uma iluminação para a sua segurança e conforto no momento de espera. Por meio da Prefeitura de Mauá, Suzantur Mauá e Rede in Bus, esse cenário está mudando para melhor.

Como se sabe, não são todos os pontos de ônibus na cidade que possuem um abrigo, e nem todos possuem esse modelo específico. A intensão das entidades, é que esses abrigos novos possuam a rede de iluminação funcionando nos próximos meses e os locais que não são viáveis possuir esse modelo específico, que pelo menos tenha uma devida sinalização de ponto de parada ou que também, receba um abrigo reformado pela empresa Suzantur.

Grupo T.R.A

domingo, 19 de julho de 2015

Aplicativo "Meu Sim" é lançado para o acompanhamento das linhas municipais da Suzantur em Mauá

Foi lançado essa semana um aplicativo do transporte municipal de Mauá, o "Meu Sim".
Divulgação.
Ele já está disponível para as plataformas Android e IOS. Com esse aplicativo, você pode acompanhar o traçado da linha de onde reside em tempo real e também o horário aproximado em que o ônibus irá passar no ponto mais próximo de onde você está.

O aplicativo ainda se encontra em fase inicial, ainda há de vir melhorias conforme as atualizações.

Clique aqui para acessar a página da plataforma Android ou Clique Aqui para acessar a página da plataforma IOS.

O site oficial ainda está em construção, mas já tem endereço oficial: http://meusimapp.com.br/

Grupo T.R.A

segunda-feira, 16 de março de 2015

Cartão SIM Escolar e Sênior tem alta procura em Mauá

Alta procura pelo cartão SIM Estudante eleva o tempo de atendimento.
Ilustração: Grupo T.R.A..
Depois do aumento das tarifas de ônibus e a adesão ao passe livre para estudantes na região metropolitana de São Paulo, as prefeituras estavam passando dificuldades para cadastrar e recadastrar os beneficiados.


Em Mauá, a situação não foi diferente. Devido a alta procura no mês de fevereiro e com o horário de funcionamento estendido, a Bus Fácil, empresa que gerencia a bilhetagem no município, passou a distribuir senhas de atendimento para quem fosse se cadastrar ou fazer o recadastramento para o cartão SIM Estudante.

Com isso, os atendimentos diários passaram a ser controlados, evitando possíveis transtornos.

Porém, até semana passada, as senhas distribuídas à população, tinham o prazo mínimo de 15 dias para o atendimento. Portanto, se você ainda precisa realizar o cadastro, saiba que terá que esperar pelo menos 10 dias para ser atendido.

As 600 senhas diárias estão sendo distribuídas no piso térreo do Centro de Formação de Professores Miguel Arraes, que fica ao lado do Terminal Central de Mauá.


SIM SÊNIOR:
No mesmo momento em que está sendo feita o cadastro de estudantes e professores, a modalidade Idoso também está sendo cadastrada no local. O cartão SIM Sênior substituíra com o passar do tempo, as famosas carteirinhas de gratuidades fornecidas até então, pela Viação Cidade de Mauá. Para o atendimento aos idosos, também é necessário retirar uma senha e levar a documentação exigida.


Grupo T.R.A

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Baltazar tem novo mandato de prisão

Justiça determina prisão imediata de Baltazar José de Sousa.
Baltazar José de Souza em 2009 durante um evento. Foto: Dia a Dia Revista.

Por entender que houve abuso no direito de recorrer, o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou o Habeas Corpus (HC) 126380 e determinou cumprimento imediato de pena imposta ao empresário paulista Baltazar José de Souza. Ele foi condenado a quatro anos de prisão e multa por crimes financeiros e tributários.
Baltazar é considerado um dos maiores devedores individuais da União. Os débitos podem chegar a R$ 1 bilhão, segundo o STF.
O empresário sempre negou crimes financeiros e contestava o valor da dívida.
Antes de acionar o STF, o empresário do setor de transporte urbano da região do ABC paulista teve vários recursos rejeitados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). A corte entendeu que o recorrente tinha “intenção procrastinatória” e determinou a baixa imediata dos autos, independentemente do trânsito em julgado, para a execução do julgado.
No HC apresentado ao Supremo, a defesa apontava constrangimento ilegal devido à exigência de cumprimento da pena sem o trânsito em julgado da condenação. 


Para continuar lendo, clique aqui.

Grupo T.R.A